Um breve relato avaliativo sobre a participação da JPT - MG na Conferência Estadual de Juventude


Prezad@s Companheir@s;
Nossa intervenção política na Conferencia Estadual de Juventude correspondeu e, até mesmo, superou as expectativas. Conseguimos demarcar espaço e evidenciar nossas diferenças em relação aos tucanos. O evento ficou claramente polarizado entre a JPT e o Governo/JPSDB. Doravante, dividido entre dois projetos distintos de sociedade e propostas para a juventude.

De um lado, uma plataforma fundamentada na concepção do jovem enquanto sujeitos de direitos e na perspectiva democrática e popular de ampliação e fortalecimento da participação política e, de outro, uma frágil plataforma calcada na concepção do jovem enquanto problema e potencial criminoso, além da defesa de um governo cada vez mais distante da população, sem alternativas reais de participação popular.


Assim, se deu a configuração política da 2 Conferência Estadual de Juventude em Minas Gerais, com a Juventude do PT forte e mobilizada, protagonizando um enfrentamento histórico contra os Tucanos e todo o aparato da maquina governamental do Estado.

Sem duvidas, a unidade concretizada no ultimo Congresso da JPT – MG refletiu positivamente em nossa intervenção. Foi um processo marcado pelo envolvimento de todas as forças e liderado pela nova direção da Secretaria Estadual JPT – MG. Contamos com a participação de companheir@s de todas as regiões do Estado e ligados a diversas frentes de atuação nas PPJ’s, tais como conselhos, coordenadorias, movimentos sociais e populares, dentre outros.

Desta maneira, nossa delegação imanava diversidade e consistência política. Não eram delegados alheios ao processo, quanto menos indicados pelo Governo do Estado (50 indicações), mas, pelo contrário, eram delegad@s combativos, corajosos e qualificados, que foram eleitos nas etapas municipais e regionais, portanto, conscientes da responsabilidade de sua participação.

Infelizmente, não tivemos muitos espaços de debate na programação da Conferencia. Esta, certamente, teve um caráter muito mais festivo do que político. Contudo, ainda assim conseguimos manifestar nossa indignação contra a postura dos Tucanos na condução do processo. A começar, o regimento nem fora lido na plenária, fato estranho, pois, entramos para um jogo sem discutir as regras. Indo mais adiante, não tivemos plenária final, fato demasiadamente estranho, pois, onde já se viu uma conferência sem plenária final. Há! Mas no mundo “perfeito” e “formoso” dos tucanos tudo é possível.

Neste sentido, podemos considerar que vivenciamos um processo de despolitização e cerceamento do debate. Houve, realmente, uma intenção de inibir a participação popular, tal como as possíveis críticas contra o Governo. Além disso, houve também uma tentativa de neutralização do bloco oposicionista e, neste caso, principalmente da Juventude do PT. Destarte, não conseguiram. Lutamos contra todo o aparato do governo de Minas e fomos a maior força presente na Conferencia. Os tucanos preparam uma festa fechada e a JPT entrou rasgando, invadimos a praia (Grande Hotel) e deixamos os tucanos sem dormir.

Certamente, saímos vitoriosos! Na dimensão programática, conseguimos aprovar as duas propostas prioritárias da JPT, quais sejam a democratização e reformulação do Conselho Estadual da Juventude e a implantação do Plano Estadual de Juventude. Cabe ressaltar que estas propostas foram tiradas em uma plenária que realizamos com mais de 100 delegad@s durante a conferência. E, na dimensão pragmática, elegemos a maior delegação para a Conferência Nacional. Construímos uma tática inteligente e infalível, e definimos a sua utilização em uma plenária com cerca de 80 participantes de todas as regiões do estado.

Assim, de um total de 76 foram eleitos 34 delegad@s da Juventude do PT para a Conferência Nacional.
Ancorados pela unidade e uma enorme disposição política, derrotamos os tucanos e demonstramos força, capilaridade e energia para conquistarmos o Governo do Estado em 2014.

Desta forma, cabe destacar alguns aspectos centrais que marcaram nossa intervenção:

1-     Montamos uma Tenda que ficou conhecida como Tenda da Juventude do PT e apelidada pelos tucanos de PTenda. Ela serviu como ponto encontro e referencia para os jovens petistas que participaram do evento. Nela, também, realizamos uma festa sexta feira à noite e uma plenária no sábado à tarde, com mais de 100 delegados, onde definimos nossa linha de intervenção programática.

2-      Elaboramos e divulgamos um material especifico da JPT, contendo uma avaliação do Governo do Estado, bem como eixos fundamentais de uma plataforma mais voltada à esquerda.

3-      Montamos uma espécie de QG no quarto 4202 que serviu para nos reunirmos e trabalharmos no mapeamento, definição de táticas e etc.,


4-     Realizamos 3 (três) plenárias ampliadas com noss@s delegad@s. A primeira (+ou- 50 participantes), se deu no sábado de manhã, 09h00min, em nosso QG (quarto 4202), onde definimos uma linha geral de ação, assim como organizamos e distribuímos as tarefas. A segunda (+ de 100 participantes) foi uma plenária ampliada na Tenda da JPT, no sábado, 13h00min, onde definimos cinco eixos prioritários para subsidiarem as intervenções nos grupos de Trabalho. E, a terceira (+ou- 80 participantes), aconteceu no sábado às 21h00minhs, em nosso QJ (quarto 4202), onde definimos pela apresentação de três moções (ver adiante), bem como a tática para eleição dos delgad@s no domingo.

5-     Para tanto, os cinco eixos programáticos foram: a) democratização e reformulação do Conselho Estadual de Juventude; b) implantação do Plano Estadual de Juventude; c) maiores investimentos na educação pública estadual; d) políticas de qualificação profissional, geração de empregos e valorização do trabalho; e) ações voltadas para a juventude rural e do campo.


6-     Interessa ressaltar que tivemos uma ação em conjunto e integrada com a CUT e a FETAEMG que, posicionaram-se como partes da JPT.

7-     Encaminhamos três (três) moções que não foram lidas, uma vez que não houve espaço para tal. Neste caso, tratamos dos seguintes pontos: a) moção de aplauso à greve dos professores da rede estadual; b) moção de repúdio à organização da Conferência; c) moção de apoio e solidariedade ao companheiro Lula;


8-     As duas propostas que apresentamos como prioritárias foram eleitas pelo conjunto de delegad@s. Mais do que isso, em razão da forte pressão da Juventude Petista pela reformulação do Conselho Estadual, o Subsecretário, Gabriel de Azevedo, antecipou o anuncio, garantindo que o mesmo será reformulado.

9-     Elegemos 34 delegad@s para a Conferência Nacional. Sem dúvidas, um dos maiores feitos. Representamos, ao todo, 44,8% da Conferência.


10-  Além de termos sido a maior força política da Conferência, com cerca de 180 delegad@s, atingimos uma maioria política ao pautarmos o debate acerca da realidade enfrentada pela juventude no estado.


Tudo isso, contribuiu para a consolidação da unidade alcançada no 2 Congresso da JPT, dando inicio a um novo ciclo de lutas em nosso Estado. A participação de todas as forças políticas que compõem a Juventude do PT, bem como o envolvimento de companheir@s de diversos municípios, serve como alimento para esta caminhada que será árdua e difícil, porem cheia de conquistas.
Assim, começamos esta gestão, com muita disposição e energia, pois o nosso horizonte político se amplia a cada dia. Vamos junt@s, ao encontro de nossa utopia, nosso sonho revolucionário, pois lutamos pelo socialismo, contra toda forma de opressão capitalista.
Por fim, segue os nomes dos delegad@s eleit@s:
LESTE/ VALE DO AÇO
1.       REINALDO TEIXEIRA DE ASSIS – SANTA BÁRBARA DO LESTE
2.       WALTER VICENTE DE PAULA – UBAPORONGA
3.       ADIRLENE DE SOUZA LOPES – PIEDADE DE CARATINGA
4.       JANE APARECIDA NUNES – SÃO SEBASTIÃO DO ANTA
5.       ANTÔNIO FERREIRA DE SOUZA NETO – SANTANA DO PARAÍSO
6.       CARLOS HENRIQUE VIVEIROS SANTOS – GOVERNADOR VALADARES
7.       PAULA CRISTINA SILVA – CORONEL FABRICIANO
8.       JONATHAN MONTEIRO BERNARDO – CORONEL FABRICIANO
9.       DÉBORA DANIELE OLIVEIRA SILVA – JANAÚBA
METROPOLITANA
10.   POLIANA STOPA SILVA – CONTAGEM
11.   MIRIAM LUCIA DE PAIVA – CONTAGEM
12.   TIAGO ANDRE FELICIO – CONTAGEM
13.   RICARDO HOTT JUNIOR – NOVA LIMA
14.   EDGAR MANSUR – BETIM
15.   ERIKA GIOVANNA – BETIM
16.   TONNY ANDERSON – BELO HORIZONTE
17.   JOANA NATALIA CELIA – BELO HORIZONTE
18.   IARA GOBIRA – BELO HORIZONTE
19.   FAGNER PEREIRA DE CASTRO – BELO HORIZONTE
20.   WALISSON BRANDÃO – BELO HORZIONTE
JEQUITINHONHA/ TRIÂNGULO
21.   JOHNNY LENI ALVES DA SILVA – UBERABA
22.   AMARILDO PIRES DE OLIVEIRA – AGUAS FORMOSAS
23.   STELA AMERICA DOS SANTOS - SÃO FELIX DE MINAS
24.   CIRLAN RODRIGUES SANTOS ALMEIDA - JORDÂNIA
SUL DE MINAS
25.   WESLEY DE ASSIS COSTA – POUSO ALEGRE
26.   JOÃO BATISTA SILVA RAMOS – BOA ESPERANÇA
27.   AMANDA APARECIDA DE SOUZA – PASSOS
28.   LUCAS EDUARDO JERÔNIMO - PASSOS
ZONA DA MATA
29.   FABÍOLA PAULINO DA SILVA – JUIZ DE FORA
30.   ADELINA MARIA VASCONCELOS DE OLIVEIRA – MURIAÉ
31.   HERMANO LUIS DOS SANTOS – ORATÓRIOS
32.   RICHARD TAVARES DE SOUZA – JUIZ DE FORA
CAMPO DAS VERTENTES
33.   RENAN SENRA BARBOSA – CONGONHAS
34.   GABRIELA FRANCO LEAO SAN JUAN ROMANELLI - CONSELHEIRO LAFAIETE

Att,
Bruno Roger Ribeiro
Secretário Estadual de Juventude PT - MG
Um breve relato avaliativo sobre a participação da JPT - MG na Conferência Estadual de Juventude Um breve relato avaliativo sobre a participação da JPT - MG na Conferência Estadual de Juventude Reviewed by FORA DA ORDEM BRASIL on 11:59 Rating: 5

Nenhum comentário