FECHAR ESCOLAS É ABRIR AS PORTAS PARA A VIOLÊNCIA

Por Guilherme Nunes/RS

cartaz

"A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida." - Dewey, John.

Às vezes parece difícil de entender, como podem querer fechar escola? Mas a verdade é que eles sabem muito bem o que fazem. A educação tem sido cada vez mais desvalorizada, principalmente quando falamos de educação pública. O prefeito Marchezan se mostra "sombra" do Presidente Jair Bolsonaro, que a nível federal corta recursos de todas as áreas da educação. Em Porto Alegre, Marchezan anuncia o fechamento do ensino médio das escolas Liberato Salzano Vieira da Cunha e Emílio Meyer.
Tal atitude é um total desrespeito com os alunos que procuram concluir seus estudos em um local que estão totalmente familiarizados, o que facilita a aprendizagem. Encerrar o ensino médio e técnico dessas escolas significa dificultar ainda mais o acesso ao conhecimento e desenvolvimento da juventude. Um país sem perspectiva de futuro para os jovens, especialmente os mais pobres, que não tem outra opção além da escola pública, significa um país com maiores índices de violência, mais desemprego e maior desigualdade social. Infelizmente, exatamente o que os atuais governantes querem.
Estamos em luta pela educação. Se a ordem é cortar os investimentos e fechar escolas, então somos fora da ordem! Vamos todas e todos às ruas dia 30 em defesa da educação.

FECHAR ESCOLAS É ABRIR AS PORTAS PARA A VIOLÊNCIA FECHAR ESCOLAS É ABRIR AS PORTAS PARA A VIOLÊNCIA Reviewed by FORA DA ORDEM BRASIL on 10:05 Rating: 5

Nenhum comentário